“Oposição não ficará contra o país”, afirma Agripino sobre recriação da CPMF.

por Antonio Daniel da Silva publicado 03/02/2016 08h57, última modificação 03/02/2016 08h57

O presidente do Democratas, senador José Agripino (RN) cobrou do governo propostas plausíveis para tirar o país da crise, após o discurso da presidente da República na abertura do ano legislativo nesta terça-feira (2/2). O senador descartou qualquer possibilidade de o Democratas apoiar a recriação da CPMF como propôs a presidente sob vaias de alguns parlamentares.

“Fui a pessoa que mais lutou pela não prorrogação da CPMF, eu e meu partido sustentamos essa bandeira e derrubamos em 2007 a proposta que prorrogava a sua vigência. Seria uma insensatez votar a favor do imposto”, salientou.

“Não vamos votar a favor da CPMF porque não é interessante para economia brasileira. É um imposto injusto, cumulativo, complicador de negócios e travador da geração de empregos. E o Brasil está precisando estimular quem gera empregos para reverter esses índices desastrosos estabelecidos pelo governo”, completou o senador.

Para Agripino, o governo precisa mostrar unidade de suas forças no Congresso Nacional e apresentar propostas que não sobrecarreguem o cidadão. “O que for de interesse da sociedade terá nosso apoio. A oposição jamais ficará contra o país”, concluiu.

 

Publicado em Tribuna do Norte, por Blog Tribuna do Norte.